PNM da Serra da Capoeira Grande

Localização / história

Situada em Guaratiba, ao norte de Pedra de Guaratiba, se estende entre as Estradas do Magarça, da Pedra,do Catruz, da Capoeira Grande e a Avenida Dom João VI. É uma APA e inclui o Parque Natural Municipal da Serra da Capoeira Grande.

A Unidade de Conservação apresenta uma notável biodiversidade, em virtude da variedade de ecossistemas ali existentes, predominam os ecossistemas costeiros de mangue e restinga onde ocorrem exemplares raros ou endêmicos de fauna e flora nativa. A avifauna é variada e atrai a atenção dos visitantes pela ocorrência de cerca de 140 espécies entre residentes, visitantes e migratórias .Algumas delas acham-se ameaçadas de extinção, como o colhereiro (Ajaia ajaja), o pato-do-mato (Cairina moschata).
Também habitam a área a choca listrada, o garrinchão, o endêmico tiê-sangue, o bem-ti-vi, a saracura-do-mangue, a garça- branca-grande dentre outros. Esses animais escolhem seus locais de alimentação e de nidificação (fazer ninhos), preferencialmente na vegetação de manguezal e na formação arbórea existente no morro do Piaí.

Atrativos
Os visitantes poderão se beneficiar com trilhas na mata a pé ou também a cavalo como alguns grupos de aventuram pelas serras; e desfrutar de lindas cachoeiras e nascentes além de paisagens naturais de singular beleza.

Fauna e flora
Com sua cobertura vegetal enquadra-se como Floresta Pluvial Tropical de Baixa Altitude. O Parque conserva um dos últimos fragmentos de Mata Atlântica do entorno de Guaratiba, constituído por um denso aglomerado populacional. Apresenta uma mata importante para amenização climática da região e para preservação de remanescentes da flora e fauna ali encontrados.
Entre as espécies arbóreas existentes na mata, destacam-se a carrapeteira (Guarea guidonea), a imbira (Pseudobombax grandiflorum), a embaúba (Cecropia lyratiloba), a paineira (Chorisia speciosa), dentre outras espécies como os poucos exemplares do caiapiá (Dorstenia arifolia), ameaçados de extinção.

A fauna é remanescente e consequentemente previsível característico desta UC. as listas de fauna permitem a pressuposição de ocorrência faunística de um pequeno levantamento. Entre os mamíferos encontrados destaca-se, o mico-estrela (Callithrix jacchus), o gambá (Didelphis marsupialis), o tatu (Dasypus novencintus),etc. A avifauna está representada pelo gavião-carijó (Rupornis magnirostriz), a coruja (Otus choliba),o tucano de bico preto (Ranphastos vitellinus ariel), dentre outras.

Objetivos da UC
I – Oferecer espaços verdes e livres para o lazer;
II – Preservar, proteger e recuperar o ecossistema de mata atlântica existente;
III – Preservar, proteger e recuperar o patrimônio paisagístico da área;
IV – Promover atividades de educação ambiental visando integrar os moradores do entorno e atividades que promovam a auto sustentabilidade.

A Secretaria de Meio Ambiente da Cidade do Rio de Janeiro é o órgão central executivo responsável pela gestão, planejamento, promoção, coordenação, controle e execução da política de meio ambiente no município do Rio de Janeiro.

  • ENDEREÇO DO ÓRGÃO:
    Centro Administrativo São Sebastião – CASS

    Rua Afonso Cavalcanti, 455 – Cidade Nova – Rio de Janeiro/RJ
    CEP: 20211-110

    HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO:
    9h às 18h

    ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO
    (e-mail exclusivo para a imprensa)

    comunicacao.smac@gmail.com

  • DÚVIDAS, SERVIÇOS, INFORMAÇÕES OU DENÚNCIAS:
    ligue 1746.

    PORTAL:
    www.1746.rio